top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

Com duas centrais de triagem de resíduos e 150 catadores beneficiados, São João de Caruaru dá show de sustentabilidade


O material recolhido terá destinação correta, em especial, o PET, que será comprado pelo projeto Recicla Solar



Crédito: Divulgação


Conhecida como uma das maiores e melhores festas juninas do Brasil, o São João de Caruaru (PE) tem dado show de público, de cultura e de fomento à economia, durante seus mais de 70 dias de festejos. Para além das 1.200 atrações nos polos juninos espalhados pela cidade do agreste pernambucano, outro destaque tem sido o cuidado com a sustentabilidade que a festa vem demonstrando. Em 2024, a capital do forró recebe apoio para ampliar suas iniciativas de impulsionamento da economia circular, adotando duas centrais de triagem de resíduos e beneficiando 150 catadores de material reciclável da região. O suporte acontece por meio do projeto Recicla Solar, promovido pela Solar Coca-Cola, fabricante do Sistema Coca-Cola com atuação em 70% do território nacional.


Além da Central de Triagem no Pátio de Eventos, palco principal dos festejos, este ano, quando a expectativa de público é de 3 milhões de pessoas, a gestão de resíduos ganha reforço, com mais uma central instalada no tradicional Alto do Moura. Até o momento mais de 56 toneladas foram recolhidas pelas três associações de catadores que estão envolvidas na força-tarefa de protagonizar o “São João Sustentável”: Associação de Catadores de Resíduos de Caruaru (ACRSC), Instituto do Meio Ambiente de Pernambuco (IMOA) e o Instituto Mãos Amigas (IMA). 


O Recicla Solar, que ano passado comprou mais de 40 toneladas de PET e vidro advindos das coletas do São João de Caruaru, reutiliza esse material na produção de novas embalagens, quebrando com a tradicional da economia linear. Para esse ano, o projeto da Solar Coca-Cola, além de apoiar a montagem das centrais de triagem, está beneficiando os catadores com mais de 6 mil litros de bebidas, 300 cestas básicas e mais de mil itens de equipamentos de proteção individual, entre luvas, coletes e bolsas de coleta. 


“Nosso objetivo é ser referência na gestão de resíduos, e estamos muito felizes em trazer o Recicla Solar pelo segundo ano consecutivo ao maior e melhor São João do Mundo, que é o de Caruaru. Para a Solar, Caruaru é um símbolo no Nordeste das ações de impacto socioeconômico, e de fomento à reciclagem, que a empresa vem desenvolvendo em todo seu território. Sabemos da importância do São João para movimentar a economia da região e queremos contribuir com essa injeção de empregabilidade onde estamos inseridos. Com o Recicla, contribuímos com o viés da economia circular, aumentando a reciclabilidade dos resíduos gerados pelo evento e apoiando os profissionais da reciclagem com melhores condições de trabalho, renda mais justa e digna, valorizando esses agentes fundamentais para a sustentabilidade”, explica Flávio Scalco, diretor Regional da Solar Coca-Cola.


As organizações Verdear Eventos + Sustentáveis, a Secretaria de Meio Ambiente de Caruaru e o Instituto Transforma Caruaru também estão envolvidos com a operacionalidade da iniciativa. “O intuito do São João Sustentável é trabalhar o tripé da sustentabilidade,  ambiental, social e econômico impactando de forma positiva na vida de pessoas em situação de vulnerabilidade social e que estão à margem da sociedade, promovendo junto a grandes marcas, tais qual a Coca-Cola, a oportunidade de um trabalho digno e honesto. Essas associações de de catadores de recicláveis unidas somam 150 agentes ambientais que fazem a diferença no meio ambiente”, destaca Chris Magalhães, coordenadora do Transforma Caruaru.


Impacto econômico e sustentável


Com expectativa de que 3 milhões de pessoas circulem nas festas da cidade durante o período, a prefeitura de Caruaru estima um retorno econômico para o municípios de R$ 650 milhões e 15 mil postos de trabalho gerados. Para colaborar com esse impacto econômico, a Solar também vem ativando os Pontos de Venda parceiros, por meio de enxovais com temática junina, trazendo sua maior ativação de live marketing do Nordeste para o Pátio do Forró, com o patrocínio da marca Kuat, além da praça de alimentação ativada por Coca-Cola. A consequência é visual, estética e financeira, vestindo toda Caruaru de São João. 

Ainda do que diz respeito à sustentabilidade, ao longo do ano, os investimentos da companhia no  Recicla Solar somam R$ 2,6 milhões. A iniciativa fomenta a cadeia de reciclagem por meio de agregadoras, no qual a empresa incentiva a compra do PET e, com esse suporte, paga um preço mais justo pelo material. Dessa maneira, as cooperativas são incentivadas a fazer o recolhimento do PET, dando uma destinação correta à este resíduos. 


Até 2025, a Solar tem como objetivo ter 50% de material reciclado compondo as embalagens produzidas pela companhia e, até 2030, dar destinação adequada a 100% das embalagens que são colocadas no mercado mundialmente. Atualmente, o projeto desponta como um case para a The Coca-Cola Company, atingindo a coleta de mais de 20.000 toneladas de resíduos PET nos últimos três anos. Somente em grandes eventos como o São João de Caruaru, mais de 80 toneladas de resíduos foram corretamente destinados com participação do Recicla Solar, além de 37 mil kg de CO2 neutralizados. 


Sobre a Solar Coca-Cola – Entre os 20 maiores fabricantes do mundo do Sistema Coca-Cola, a Solar Coca-Cola conta atualmente com 13 fábricas e atua em uma área que representa cerca de 70% do território brasileiro, operando na totalidade das regiões Norte, Nordeste, Estado do Mato Grosso e parte de Goiás e Tocantins. Destaque no cenário nacional como uma das maiores empresas de bens de consumo do país, a companhia conta com mais de 18 mil colaboradores (as) e é responsável pela produção e distribuição de mais de 220 produtos do portfólio da Coca-Cola e de parceiros para cerca de 400 mil pontos de venda. Com faturamento anual de cerca de R$ 9,6 bilhões, a companhia alcança mais de 80 milhões de brasileiros.



Por Assessoria de Imprensa

Comments


bottom of page