top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

Crianças aprendem conteúdo em sala de aula, criam e contam histórias por meio do audiovisual

Objetivo é desenvolver a fala, a escrita e a imaginação por meio de trabalhos práticos, além de estimular o contato das crianças com produção multimídia


Crédito da foto: Assessoria de imprensa

Tecnologias já presentes nas salas de aula também podem ser um grande motivador de aprendizado. Dentro de seu projeto pedagógico de aprendizado na prática, os estudantes da Educação Infantil (1 aos 5 anos de idade) e Ensino Fundamental Anos Iniciais (6 aos 10 anos) da Escola Lourenço Castanho escrevem e ilustram livros autorais, além de narrar a história para que ela seja transformada depois em desenho animado pela plataforma educacional De Criança Para Criança (DCPC), parceira da escola desde 2018.


Crédito da foto: Assessoria de imprensa

“O objetivo é desenvolver a fala, a escrita e a imaginação por meio de trabalhos práticos, além de estimular o contato das crianças com produção multimídia”, explica Vivian Alboz, diretora pedagógica da Educação Infantil da unidade Vila Nova Conceição da Escola Lourenço Castanho. “Valorizamos a questão tecnológica, mas também o livro. Não abrimos mão desses dois recursos, pois são linguagens diferentes que mobilizam as crianças e geram várias formas de aprendizado.”


Ao fim do ano letivo, a escola organiza um evento de lançamento do livro e da animação com as crianças e suas famílias, incluindo sessão de autógrafo com os autores. “Desde que o projeto com o DCPC começou há seis anos, o envolvimento das crianças aumentou”, afirma Vívian.


Entre os vídeos produzidos, está “A fazenda super mágica dos animais” - https://www.youtube.com/watch?v=3DQSVniac-s, feitos pelos alunos da turma Kinder 2 (5 anos). A história acontece em uma fazenda, onde os cachorros Coca Cola e Pipoca planejam encontrar e roubar o osso mágico que atendia aos desejos dos animais do lugar. Com isso, só eles teriam os pedidos atendidos.


Crédito da foto: Assessoria de imprensa


Anos Iniciais


No Fundamental Anos Iniciais, a criação de animações marca o surgimento de novas atividades, regras de convívio e socialização com os colegas, além da iniciação significativa no mundo da Literatura, da Cultura, das Ciências e aprofundamento do conteúdo curricular. O projeto é aplicado no 1º e 5º anos, quando representam a transição de ciclo (Infantil para o Fundamental Anos Iniciais e depois para o Fundamental Anos Finais).


O vídeo “Crianças em qualquer canto (https://www.youtube.com/watch?v=8canqJp-WPU&t=4s)” foi feito por alunos do 1º ano, que contam sobre o que aprenderam da China. Já a animação “Apresentação dos Deuses(as) - https://www.youtube.com/watch?v=HHYnhoy1eJ4&t=1s”, criada por alunos do 5º ano, apresenta deuses com características e poderes mitológicos.


“As produções evidenciam o percurso de aprendizado das crianças dentro da escola e se tornam registros significativos para eles. São memórias que eles guardam para sempre”, segundo Fabiane de Carvalho da Costa, coordenadora pedagógica do Ensino Infantil e Anos Iniciais da unidade Alto da Boa Vista da Escola Lourenço Castanho.


Criando conteúdo


De acordo com Vitor Azambuja, cofundador e diretor criativo do DCPC, a possibilidade de as crianças exercitarem a imaginação por meio de histórias é um grande incentivo ao aprendizado ativo. “Decorar conteúdo não é o melhor caminho para o aprendizado, porque a criança sai da escola e acaba esquecendo o que foi dado. Com a utilização da metodologia Criando Juntos, o aluno absorve muito mais o conteúdo que está estudando, pois ele é o responsável pela criação deste junto com o professor. Isso é um aprendizado para a vida”, observa.


Para Vivian, a parceria tem trazido resultados positivos. “O trabalho do DCPC se alinha ao nosso projeto pedagógico, de colocar as crianças como protagonistas do aprendizado. Isso dá voz a elas e potencializa ainda mais a absorção de conteúdo.”



Sobre a Escola Lourenço Castanho


Oferece um projeto pedagógico inovador, que extrapola o trabalho com os conteúdos produzidos pelas grandes áreas do conhecimento, investindo também no desenvolvimento da autonomia e da crítica, na análise da dimensão social construída pelos estudantes e na vinculação com o saber. Ao longo dos anos, a Escola mantém o compromisso com seus princípios, consolidando a formação integral como a base de seu projeto pedagógico-educacional.


Sobre o De Criança para Criança


O programa De Criança para Criança (DCPC) oferece um leque de metodologias de educação híbrida para escolas de todo o mundo. Do futuro para a escola, a proposta é oferecer às crianças a oportunidade de serem protagonistas, colocando-as no centro da aprendizagem. Através de uma plataforma simples, os professores são orientados a serem mediadores, fazendo com que os próprios alunos desenvolvam conhecimento sobre temáticas diversas. A partir de discussões, constroem coletivamente histórias, fazem desenhos e gravam locuções relativas às narrativas criadas, que posteriormente serão transformadas em animações feitas pelo DCPC, expandindo os horizontes educacionais.








Por assessoria de imprensa


Comments


bottom of page