top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

Dia das Crianças: como não extrapolar o orçamento?

Especialista em finanças pessoais explica como pais e responsáveis podem

se organizar para não gastarem demais durante essa data comemorativa


Crédito da foto: Assessoria de imprensa

São Paulo, outubro de 2023 - Comemorado em 12 de outubro, o Dia das Crianças é uma data bastante popular no Brasil e por isso muito esperada pelas crianças, visto que ganham presentes de seus pais e demais familiares. No entanto, apesar de ser uma celebração, é importante que os responsáveis se atentem aos gastos durante esse período, para que não extrapolem o orçamento.


De acordo com o especialista em finanças pessoais, João Victorino, é fundamental que os pais tenham um planejamento financeiro bem estruturado e organizado, para que consigam estabelecer um controle e não gastarem muito mais do que é permitido. Neste sentido, ele elenca cinco questões que devem ser levadas em consideração:


  • A proximidade da data eleva o preço dos produtos

Os produtos voltados para crianças, especialmente brinquedos e eletrônicos, estão bem mais caros do que o normal neste período de comemoração, então passar do limite pode acabar comprometendo gastos essenciais. Planejar essas compras com antecedência pode ser uma boa ideia.


  • Não compre por impulso

É preciso atenção para realizar a compra de presentes. Muitos pais desembolsam valores altos nesta data, seja para agradar as crianças ou porque decidem sair comprando sem se planejar previamente. O maior erro é agir por impulso durante a tomada de decisões, acreditando que aquele produto é uma oportunidade única e que o filho não pode ficar sem.


  • Pesquisa de preços, sempre

Pais e responsáveis devem fazer a busca dos preços dos presentes que têm a intenção de comprar para as crianças a fim de que seja possível calcular uma média de valores e definir quanto irão gastar no total. É importante lembrar que não vale a pena extrapolar todo o orçamento em uma data comemorativa de um único mês e se prejudicar por um período indeterminado, com parcelas e dívidas.


  • Planejamento é tudo


É importante ter controle de gastos para aproveitar o momento sem maiores preocupações. Muitas vezes, os pais se planejam para surpreender a criança e dar um super presente no dia, o que também é válido e não precisa deixar de ser feito. O ponto é que qualquer compra que seja superior ao que a família pode arcar precisa ser planejada, para que seja feita com sabedoria e não traga problemas futuros.


Por último, o quinto ponto abordado tem a ver com a solidariedade:


O reaproveitamento de brinquedos pode ser uma boa ideia

Tentar reaproveitar materiais e ensinar seus filhos hábitos mais sustentáveis (apresentando brinquedos que usem menos plástico e mais materiais reciclados) é sempre uma boa ideia. Também é possível fazer uma doação dos brinquedos antigos dos seus filhos (desde que em bom estado) para entidades que precisem de recursos e comunidades carentes. Isso ajuda a quem precisa e, de quebra, coloca a cabeça do seu filho a pensar sobre a solidariedade – tão em falta, não é mesmo?



Sobre João Victorino


João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais, formado em Administração de Empresas, tem MBA pela FIA-USP e Especialização em Marketing pela São Paulo Business School. Após vivenciar os percalços e a frustração de falir e se endividar, a experiência lhe trouxe aprendizados fundamentais em lidar com o dinheiro.


Hoje, com uma carreira bem-sucedida, João busca contribuir para que pessoas melhorem suas finanças e prosperem em seus projetos ou carreiras. Para isso, idealizou e lidera o canal A Hora do Dinheiro com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.






Por assessoria de imprensa


Comments


bottom of page