top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

Fim de ano em São Paulo: busca por hospedagem se concentra no Centro e região da Paulista

A tradicional Corrida de São Silvestre e o Réveillon na avenida mais famosa da cidade atraem turistas que preferem a chamada short term rental às reservas em hotéis, segundo levantamento da Lighthouse



crédito da foto: assessoria de imprensa


O final de ano atrai centenas de turistas às principais cidades do Brasil, e em São Paulo não poderia ser diferente. Combinando duas atrações importantes, a tradicional Corrida de São Silvestre e o Réveillon na Paulista, a maior cidade do país, famosa pelo turismo de negócios, recebe neste período um volume significativo de turistas atraídos pelo esporte e pelo lazer. Estes visitantes que começam a chegar à capital paulista têm preferido se hospedar em imóveis de locação de curto prazo (short term rental). É o que mostra o levantamento da Lighthouse, plataforma de inteligência de negócios de hospitalidade baseada em nuvem. 



No início de dezembro, a companhia identificou que 33% dos quartos em unidades de estadia por locação de curto prazo (short term rental) já estavam sem disponibilidade para o Réveillon. Já entre os hotéis a taxa era de 8% indisponíveis para a virada do ano.

De acordo com o levantamento, os brasileiros lideram as reservas e são responsáveis por cerca de 98% nas buscas por hotéis. Além de serem, também, os principais nas buscas por voos, seguidos pelos norte-americanos e italianos. 



As regiões preferidas, tanto para os corredores, quanto para os turistas que querem passar a virada de ano na maior cidade do país, são a da Avenida Paulista e do Centro, que possibilitam um deslocamento mais fácil  para os compromissos, sem a necessidade de utilização de carros ou de transporte público. 



“É comum que os hóspedes procurem estadias próximas às atividades que desejam fazer. Em relação à Corrida, é propício pelo horário que os atletas prefiram hotéis e apartamentos na região de largada. E quem deseja aproveitar a festa da chegada do Ano Novo, prefere o conforto de sair a pé, sem preocupação com veículos”, explica Ricardo Souza, Team Leader LATAM da Lighthouse. 



As informações foram coletadas em 6 de dezembro com projeção para 180 dias.




Por assessoria de imprensa

bottom of page