top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

HRSP realiza Programa de Capacitação para Atendimento Humanizado a Pacientes com Autismo

Curso abordou as técnicas assistenciais que ajudam a minimizar o desconforto que alguns procedimentos laboratoriais podem causar às pessoas com autismo

Programa de capacitação visa melhora ainda mais o atendimento ao público no Regional de Marabá (Crédito da foto: Comunicação HRSP).

Com a iniciativa de trazer ainda mais qualidade ao atendimento prestado aos pacientes, o Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP) promove em Marabá, na região de integração dos Carajás, um programa de capacitação em atendimento a pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A formação, voltada aos colaboradores, fornece conhecimento e habilidades específicas para a melhor interação e cuidado com os usuários.

O autismo é uma condição neurobiológica que afeta a comunicação, a interação social e o comportamento dos indivíduos. O programa desenvolvido no Regional de Marabá visa assegurar um acolhimento humanizado e eficaz para atender pacientes com autismo encaminhados para tratamentos na instituição.


"Estamos comprometidos em fornecer atendimento de excelência a todos os cidadãos do nosso estado, incluindo aqueles que enfrentam o Transtorno do Espectro Autista, garantindo que suas necessidades e potencialidades possam trilhar um caminho de saúde e bem-estar", enfatizou Rômulo Rodovalho, secretário de Saúde Pública (Sespa).

Os profissionais assistenciais que atuam no laboratório de análises clínicas do hospital foram os primeiros contemplados com o programa de capacitação. O treinamento abrangeu uma variedade de recursos relacionados ao Transtorno do Espectro Autista, incluindo sua compreensão, métodos de comunicação eficazes, estratégias e técnicas de interação que promovem a inclusão e respeito às individualidades de cada paciente.


Programa de capacitação visa melhora ainda mais o atendimento ao público no Regional de Marabá (Crédito da foto: Comunicação HRSP).

"Nosso compromisso vai além da saúde física dos pacientes. Queremos proporcionar um ambiente acolhedor e sensível às necessidades de todos, incluindo aqueles que possuem autismo. Através desse programa estamos investindo na qualificação de nossa equipe para que possamos oferecer um atendimento humanizado e respeitoso", explicou Benjamim Ferreira, diretor executivo do hospital.


O biomédico Nielsen Sena, responsável pelo laboratório no hospital, afirmou que as oficinas contam com o apoio do Centro Biomédico de Diagnósticos, e abordam temas relevantes para o contexto hospitalar, com estratégias que ajudam a estabelecer uma comunicação efetiva com pacientes autistas.


"Foram repassadas técnicas assistenciais para minimizar o desconforto que alguns procedimentos laboratoriais podem causar aos indivíduos com autismo, e que contribuem para uma experiência mais tranquila e positiva durante a coleta de amostras e exames", destacou.


Referência - O Regional de Marabá oferece mais de 30 serviços, dentre médicos e laboratoriais, proporcionados pela equipe multiprofissional, atuando como porta-aberta para traumatologia, que é um dos seus carros-chefes no atendimento.

A unidade do Governo do Pará conta com 115 leitos, dos quais 77 são unidades de internação clínica e médica e 38 são Unidades de Terapia Intensiva (UTI), sendo 20 leitos de UTI adulto, 9 de UTI pediátrica e 9 de UTI neonatal, estrutura que possibilita a instituição atender pacientes em diferentes níveis de complexidade.


Perfil - O Hospital Regional do Sudeste pertence ao Governo do Pará e é gerenciado pelo Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia (ISSAA), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A unidade é referência para procedimentos de média e alta complexidades para mais de um milhão de pessoas, em 22 municípios da região.



Por assessoria de imprensa.

Comments


bottom of page