top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

Tecnologia e segurança impulsionam crescimento em soluções de pagamento digital no Brasil

Com um crescimento de 2.800% ao ano desde 2021, a Abmex investe em tecnologia de ponta para garantir a segurança das transações financeiras de seus clientes





Considerado o maior país em movimentação digital financeira da América Latina, o Brasil tem mostrado seu potencial para os novos meios de pagamento e ampliado o leque das possibilidades de serviços e transações digitais. Impulsionado ainda mais pelo Pix (sistema brasileiro de pagamentos instantâneos), o país fechou o ano de 2023 com um total de R$ 275 bilhões em transações no e-commerce, segundo levantamento da PagBank. Mas isso não é tudo: até 2026, estima-se um potencial trilionário para o segmento.


Os pagamentos online, já comuns para as vendas no varejo, por exemplo, estão ganhando novos espaços: apostas online, pagamentos de tributos e impostos e dos mais diversos serviços. Não é mais incomum transferir 'dinheiro' de forma totalmente online. E se em uma ponta o consumidor está alavancando as transações online, na outra ponta os responsáveis por essas transações precisam cada vez mais de meios robustos e capazes de atenderem à demanda do mercado.


"O cenário dos pagamentos digitais tem testemunhado um crescimento exponencial tanto no Brasil quanto globalmente. Com o aumento da demanda por parte dos consumidores, os empresários e empreendedores buscam soluções que ofereçam não apenas funcionalidade completa, mas também segurança e eficiência. Na Abmex, estamos comprometidos em trilhar esse caminho, impulsionando nosso crescimento de forma significativa e alinhada com as necessidades do mercado”, revela Breno Andrade, fundador da Abmex.


Fintech com foco em soluções de pagamentos de acordo com cada necessidade e tipo de cliente, a Abmex viu seu volume de faturamento sair dos R$ 774 mil, em 2021, para R$ 500 milhões em 2023. Um crescimento de 2.800% ao ano. Sua plataforma, que não cobra taxas de manutenção, garante aos clientes a oportunidade de acesso a um robusto serviço sem despender parte dos lucros para uso. "Nosso progresso não foi resultado do acaso. Há muito tempo acompanhamos de perto a evolução do mercado, compreendendo suas complexidades e crescendo com ele. Hoje, disponibilizamos uma ampla gama de soluções e plataformas abrangentes, adaptadas aos diferentes tipos de transações financeiras, beneficiando tanto os consumidores finais quanto nossos clientes B2B, de forma econômica, segura e eficiente", reforça.


A plataforma da fintech possui uma gestão para auxiliar em vendas e produtos digitais, cobrança por assinatura simplificada, pagamentos por cartão, boleto ou pix, mais de 15 integrações disponíveis com outros sistemas (Plug&Play), reduzindo o tempo com funcionalidades de pagamentos unificados; checkout com aprovação de compra em menos de 3 segundos e One-click-buy, funcionalidade que permite ao comprador realizar compras com um clique, em compras futuras, uma vez que o mesmo permitiu o salvamento dos dados na plataforma. “Oferecemos uma solução completa e integrada para atender às demandas da atualidade nos meios de pagamento digitais, proporcionando segurança e praticidade tanto para compradores quanto para vendedores”, assegura Andrade.


Segurança das transações


Com muito mais gente transacionando pagamentos online, a segurança desses procedimentos se torna ainda mais relevante. Usar plataformas que garantam a confiabilidade, segurança dos dados repassados e entrega dos serviços propostos é fundamental.

O Brasil conseguiu, no primeiro semestre de 2023, evitar prejuízos em torno de R$ 6,2 bilhões com a não confirmação de tentativas de fraude por meio de compras online e pagamentos digitais, que representaram 4% do total de pedidos analisados de janeiro a junho, segundo a Pesquisa Censo da Fraude realizada pela Konduto, empresa de antifraude parceira da Abmex para pagamentos online da Boa Vista - Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).


"Isso só é possível graças à tecnologia adotada para essas transações. Na Abmex, todas as compras passam por análise de sistema antifraude, com o objetivo de prevenir e detectar quaisquer atividades fraudulentas. Além da certificação PCI DSS (Padrão de Segurança de Dados da Indústria de Cartões de Pagamento que garante o processamento de pagamentos), contamos ainda com checkout avançado com criptografia de 512 bits e o nosso compliance, que por si só garante a integridade dos sistemas", detalha Breno Andrade.



Digital em toda parte



A Nielsen|Ebit apontou crescimento de 2% para o e-commerce no Brasil ao fim de 2022. Os números de 2023 ainda não foram apresentados, mas com base no ano imediatamente anterior, tem-se a dimensão do crescimento ramificado das transações online. Os segmentos de mercado digital que mais cresceram naquele ano foram aqueles com menor ticket médio, ou seja, que oferecem produtos mais baratos, como setor de Alimentos e Bebidas (+82,8%), seguido por Perfumaria e Cosméticos (+22,5%), Saúde (+16,9%), Bebês e Cia (+12,3%) e Esporte e Lazer (+8,4%). Os dados reforçam que nenhum negócio está fora da digitalização das transações de pagamentos.



Sobre a Abmex:


A Abmex é uma empresa de tecnologia financeira que se destaca como um ecossistema de pagamentos, apresentando diversas soluções para facilitar vendas, principalmente no âmbito digital. Diferencia-se pelo oferecimento de soluções inovadoras em pagamentos, com taxas competitivas e destaque para taxa zero no recebimento em 30 dias. Prioriza segurança, eficácia e competitividade em transações, com tecnologia avançada e parcerias estratégicas. Além disso, a Abmex recebeu reconhecimento ao conquistar o primeiro lugar em 2022 e o terceiro lugar em 2023 no Prêmio Melhores Fintechs 2023 na categoria 'Pagamentos'. Atualmente, a empresa consolida-se como uma Fintech. Com produtos como Abmex Whitelabel, que traz como soluções para ajudar empresas a criarem seu próprio braço de fintech com o modelo Fintech as a Service, que traz soluções como Payments, Banking, Compliance e Training, previstos para lançamento em 2024, visando liderança no ecossistema de pagamentos no Brasil.

 


Por assessoria de imprensa

Comments


bottom of page