top of page
  • Foto do escritorBrasil Cotidiano

Tripartição do poder e outras ideias iluministas de Montesquieu

Edipro anuncia publicação de "O espírito das leis", obra que serviu de inspiração para os textos das constituições modernas


Crédito da foto: Assessoria de imprensa

No século XVIII, o Iluminismo desafiou estruturas sociais e políticas da época e estabeleceu novos princípios de pensamento político. Nesse contexto, as ideias de Montesquieu desempenharam papel fundamental para as bases legais que surgiriam nos próximos anos.


Publicada em 1748, O espírito das leis é considerada a mais importante obra de Montesquieu. Neste livro, que ganha nova edição pelo Grupo Editorial Edipro, o filósofo analisa as naturezas de três tipos de governo: republicano, monárquico e despótico.


Os conceitos estabelecidos pelo escritor sobre os modos de comando e o exercício da autoridade influenciaram desde a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão até as modernas constituições de países como França e Brasil.


A partir de teorias como a tripartição do poder, ou seja, a separação do governo em três poderes - legislativo, executivo e judiciário –, Montesquieu busca estabelecer um modelo de administração baseado em meios legais que impeçam o abuso de poder. O autor discorre sobre como as leis devem ser formuladas para garantir estabilidade, liberdade, equilíbrio e justiça nas sociedades.


É preciso observar que os três poderes podem ser bem distribuídos na sua relação com a liberdade da constituição, ainda que não o sejam tão bem em sua relação com a liberdade do cidadão. Em Roma, detendo o povo a maior parte do poder legislativo, uma parte do poder executivo e uma parte do poder judiciário, tratava-se de um grande poder que era necessário contrabalançar por um outro.

(O espírito das leis, pg. 217)


Outro aspecto levantado por Montesquieu reflete de que forma legislação e educação devem ser estruturadas para que haja sucesso nos diferentes tipos de governo. Conforme aponta, o que leva ao declínio político é a corrupção, definida pelo descumprimento dos princípios.


Em O espírito das leis, o filósofo também relaciona a liberdade política do cidadão com a organização política do Estado. De acordo com ele, é possível identificar como a legislação e o sistema político devem se moldar para atender as necessidades de cada nação.


Por conta disso, mesmo com a proibição em alguns círculos intelectuais e na Igreja Católica, a obra, que é dividida em seis partes, converteu-se em um importante tratado sobre a procura por um governo ideal e faz parte da formação do pensamento político.


Ficha Técnica:


Título: O espírito das leis

Autor: Montesquieu

Número de páginas: 768

ISBN: 9786556601182

Dimensões: 16x23

Preço: R$ 94,90

Onde encontrar: Amazon



Sobre o autor:


Político, filósofo e escritor francês, Montesquieu (1689-1755) é conhecido por sua teoria da separação dos três poderes, aplicada até hoje na constituição de muitos países. Ainda que tal separação não fosse uma novidade, já que era aplicada por povos antigos, como os gregos, os acréscimos e contribuições do autor francês à teoria são inegáveis. Aristocrata, nasceu em família nobre no castelo de La Brède. Teve uma formação iluminista com os padres oratorianos e aos 25 anos entrou para o tribunal provinciano de Bordéus.


Sobre a editora:


O Grupo Editorial Edipro tem como propósito, desde 1977, publicar obras que ajudem na evolução do leitor. Edipro é formação, inspiração e entretenimento. Ao longo dos anos, são mais de 500 títulos publicados nas principais áreas do saber e novos selos foram criados, como Caminho Suave e Mantra.


Acompanhe o Grupo Editorial Edipro no Instagram: @editoraedipro




Por assessoria de imprensa

Comments


bottom of page